• 20 de setembro de 2019

Encontro Fraterno 2019 – 19/09

Em Busca da Vida Plena é o tema do nosso grandioso evento. As caravanas de diversos Estados do Brasil e do Exterior começaram a chegar pela manhã, oportunidades em que o anfitrião amabilíssimo, recepcionou terna e amorosamente centenas de participantes. O evento, teve a sua abertura com riquíssimo e empolgante momento artístico na bela voz de Priscila Beira conduzindo o público para a sintonia harmônica e enlevo espiritual. Divaldo Franco, com os convidados Juan Danilo Rodríguez, Cristiane Lenzi Beira e Simão Pedro de Lima, inovando a condução e a dinâmica, apresentou uma proposta interativa para o público. Fazendo um preâmbulo, Divaldo asseverou que renovar-se e renascer, é entronizar Jesus na alma, visando modificar a estrutura do mundo através da transformação individual. Oportunizando a interação com o público, foi solicitado respostas para três perguntas: Como você se sente agora? O que é a vida plena que você anseia? O que impede você de ter uma vida plena? Auxiliando a compreensão das perguntas, Juan Danilo destacou que o que estava sentindo naquele momento era o de alcançar a compreensão de que esta pergunta deveria ser feita todos os dias para determinar as qualidades das emoções físicas. Simão Pedro de Lima, respondendo à pergunta: O que anseia para ter uma vida plena? Destacou que é necessário entender a própria vida, discernir entre o viver e o existir, almejando a plenitude. Cristiane Beira, respondendo: O que te impede de ter uma vida plena? Salientou que da mesma forma que se rotula as pessoas, isso determina como ela irá se relacionar com os outros. Por outro lado, a forma como cada um se rotula, determinará como interagirá consigo mesmo. Divaldo Franco, disse que, na véspera do evento, se sentia preocupado, porém, naquele momento se sentia imensamente plenificado, apesar das dores físicas que sente, exercita-se em controlá-las, controlando o corpo. Qual a vida plena que você anseia? Para Juan Danilo é a oportunidade do trabalho, de fazer algo para servir ao próximo. Simão Pedro destacou que também para ele é ser útil, sem perder esse senso de utilidade. Já para Cristiane Beira, a vida plena é possuir menos coisas e mais sentimentos, pois são os sentimentos que plenificam o ser interior. A vida plena para Divaldo Franco é ser médium, é entender as bênçãos do sofrimento, da dor, salientando que bem-viver é ser, e viver bem é ter, possuir. Todos os que anelam conquistar o reino dos céus, devem viajar para dentro de si, transformando lágrimas de sofrimento em gratidão. O que te impede de ter uma vida plena? Juan disse que é o medo do ridículo. Simão Pedro de se mostrar frágil, de expor as carências. Para Cristiane Beira os impedimentos são os conflitos, a falta de pureza de coração, as dificuldades de manter uma conexão permanente com Deus. Ao finalizar, Divaldo Franco reuniu os participantes na área externa, e tendo as respostas individuais sido recolhidas, propôs incinerar os papéis com as respostas, simbolizando a transformação, a eliminação dos impeditivos para uma vida plena, construindo novos passos rumo à plenitude, mesmo que seja difícil de viver esperançoso.

📸 Fotos: Jorge Moehlecke
📝 Texto: Paulo Salerno
🔍 Edição: Mansão do Caminho

Mansão do Caminho
© 2000-2019 Mansão do Caminho. Todos os direitos Reservados