• 13 de março de 2020

Conferência Espírita em Maringá

Maringá (11-03-2020)

O Ginásio de Esportes Chico Neto recebeu cerca de 4 mil pessoas para assistirem à magnífica conferência.

Divaldo narrou a comovente história de Maria de Magdala, a meretriz, que, conhecendo Jesus, tornou-se uma nova mulher, abandonando todos os maus hábitos, distribuindo todos os seus bens, dispensando empregados e escravos, para seguir Jesus incondicionalmente.

Ao encontrar Jesus, Maria de Magdala atirou-se aos seus pés, chamando-o de Mestre querido – Raboni. Jesus se dirige a ela chamando-a pelo nome. Ele é o bom Pastor das almas, conhecendo-as, todas. Maria disse que desejava acompanhá-lO. Porém, o Nazareno disse-lhe: – Não agora, mas depois… Por ora, Maria, ame, ame os filhos do mundo, tome conta deles e depois venha a mim. Vai, Maria, eu te esperarei. Vá e ame.

O AMOR é libertador, ela amou-O como nunca. Passou a fazer parte das atividades de Jesus.

No passado, como na atualidade, o preconceito vige soberano. Maria de Magdala não conseguia trabalhar. E por não encontrar trabalho, ao passar de uma caravana de sírios leprosos que procuravam pelo Mestre, no desejo de serem curados, e não sabendo do que havia sucedido no Gólgota, Maria de Magdala dá-lhes a notícia.

Ela falou aos leprosos sírios com uma ternura inigualável, passando a falar de Jesus para aqueles doentes. Estando em meio aos leprosos, adquiriu a peste, após, quando lhes falava leprosos, dirigia-se não mais a vós, mas a nós, pois que, então, fazia parte do número dos contaminados.

Um dia, Maria de Magdala sentiu algo estranho e uma força arrancou-a da carcaça, sendo acolhida por um grupo de seres angélicos. Viu-se, então, à beira do mar, ouvia suave melodia, e uma luz arrebatou-a às alturas, acolhendo-a. Era Jesus. Luz fulgurante rasgou os céus. Maria de Magdala havia transposto a porta estreita. No amor que Jesus nos ensinou está a resposta para todas as amarguras, está a resposta para a nossa busca no amor.

Jesus veio para que cada ser humano possa atravessar a porta estreita, consolando, apresentando o Reino dos Céus. Esta comovente história está completamente contida no livro “A Estrela Verde”, da Editora LEAL, sob o título “Mirian de Migdal”, capítulo 3, autoria de Divaldo Franco e Délcio Carvalho.

Fotos: Jorge Moehlecke
Texto: Paulo Salerno
Edição: Mansão do Caminho

Mansão do Caminho
© 2000-2019 Mansão do Caminho. Todos os direitos Reservados