• 17 de fevereiro de 2020

Divaldo Franco falando sobre o amor em Cascavel-PR

Cidadão Honorário de Cascavel, Divaldo Franco tem dedicado os seus esforços para divulgar o Espiritismo nesta encantadora cidade desde 1958. Ambientando o assunto, destacou o ponto de vista sobre alguns fatos, como o mal e o bem, a sombra e a luz, o frio e o calor, frisando que os primeiros são somente a ausência dos segundos. Assim, o mal não existe, é somente a ausência de Deus.

Destacou o amor de Mahatma Gandhi ao vivê-lo e a afirmar que: “Se um único homem alcançar a mais elevada qualidade de amor, isso será suficiente para neutralizar o ódio de milhões”. Outros Espíritos de escol ensinaram sobre o amor, porém não como Jesus o fez magistralmente, colocando-o não somente como um sentimento, mas como Lei Divina.

O ser humano é uma energia pensante que, quando se afasta do amor, adoece. Quem ama não adoece, pode ter doença, contudo não é doente. As vibrações negativas como a raiva, o ódio, a vingança, por exemplo, comprometem a saúde física. Na História da Antiguidade Clássica, há as figuras mitológicas dos deuses Eros e Cupido, os quais, de alguma forma, seguem idolatrados por grande parte da sociedade contemporânea. Assim, isso fica evidente quando o amor sexual ainda tem primazia na vida da maioria das criaturas humanas, muitas vezes em detrimento do amor espiritual.

A Filosofia também contribuiu para um entendimento mais claro sobre o amor, destacando que o Amor é Deus e Deus é Amor. Dando ênfase à perenidade do amor, Divaldo destacou que o amor continua após a morte do corpo físico, permanecendo exuberante no Além-túmulo, como atestam várias comunicações mediúnicas.

O amor faz parte da vida do homem desde os seus primórdios, inicialmente através de seus três instintos básicos – comer, dormir e procriar. Em sua evolução, o homem desenvolveu a sua primeira emoção – o medo. Após a ira, a terceira emoção a aflorar no homem foi o amor. Assim é que o Evangelho de Jesus recomenda amar e servir, fazer a caridade. O amor, esse sentimento sublime, ensinado e vivenciado de maneira incomparável por Jesus, é a solução para todos os males, conflitos e crises da Humanidade.

Nas várias histórias narradas por Divaldo Franco, ficou patente o excelente resultado produzido pelo amor, mesmo uma simples prece, pejada de amor, possui poderes descomunais, com resultados surpreendentes.

Joanna de Ângelis ensina os seguintes passos ou padrões que todos devem adotar para obter a iluminação interior e que estão assim resumidos:

  1. A vida é indestrutível e nascemos para amar a vida.
  2. Nascemos para poder superar-nos a nós mesmo.
  3. O mal que me fazem não é o que me faz mal. O mal que me torna uma pessoa má é o mal que eu faço aos outros.
  4. Seja você quem tem a honra de servir.
  5. Perdoe ao próximo como deve perdoar-se a si mesmo.

Finalizando o workshop, algumas perguntas foram respondidas.

Fotos: Jorge Moehlecke
Texto: Paulo Salerno
Edição: Mansão do Caminho

Mansão do Caminho
© 2000-2019 Mansão do Caminho. Todos os direitos Reservados